quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

ELLEN OLÉRIA - ATITUDE EPOSTURA IMPORTANTES



MANTENDO SEMPRE A COERÊNCIA DE SUAS TRADIÇÕES DE MULHER NEGRA, ARTISTA E AFRO-BRASILEIRA VALE À PENA OBSERVARMOS COMO ESSE ÍCONE DA ARTE BRASILEIRA CONQUISTOU UMA FENDA NA INDÚSTRIA CULTURAL PARA PASSAR SUAS IDEIAS, IDEAIS, TRADIÇÕES E, PRINCIPALMENTE, SEU TRABALHO ARTÍSTICO.
ESSAS TRAJETÓRIAS DE VIDA SÃO IMPORTANTE DE OBSERVARMOS. NO VÍDEO ELA RELATA OS DOZE ANOS DESSE TIPO DE TRABALHO, ENTRETANTO, PODEMOS CRER QUE OCORREU MUITO MAIS APLICAÇÕES DESSA PESSOA ANTES DESSE TRABALHO.
EXCELENTE HISTÓRIA/INSTRUMENTO PEDAGÓGICO CONTEMPORÂNEO A SER TRABALHADO: SUAS LETRAS DE MÚSICA, SUAS ESCOLHAS, SEU GÊNERO, ENTRE OUTRAS.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

UM CLIMA DO II FÓRUM UBUNTU SMED POA

DESFILE DE ORIXÁS DA COMUNIDADE DA EMEF PRESIDENTE VARGAS.
FILMAGEM DE PROFESSORA ADRIANA OLIVEIRA, DA MESMA ESCOLA.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

II FÓRUM UBUNTU - MOMENTO FORTE


Ocorreu nesta quinta-feira, 29, o 2º Fórum Ubuntu de Práticas Pedagógicas em Educação das Relações Etnicorraciais, na Casa de Cultura Mario Quintana, no Centro Histórico. O evento foi promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Smed), com parceria da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Segurança Urbana, por meio do Núcleo de Políticas Públicas para os Povos Indígenas (NPPPI). 

Destinado a educadores e funcionários de escolas, a atividade também divulgou relatos de estudantes e moradores de comunidades escolares. Na abertura, houve samba de roda executado pelo mestre Renato e pelos aprendizes Luan e Ana Paula. Também foram realizadas diversas ações, com exposição de banners temáticos, além de objetos típicos, artesanato indígena, bonecos de pano e desenhos de alunos. 

À tarde, a programação contou com exposição de relatos do professor Renato Barbieri, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor Larry José Ribeiro Alves, 


e do professor Márcio Malavolta, da EMEF Vila Monte Cristo. Também houve encenação de 25 alunos do Jardim e do primeiro ano da EMEF Presidente Vargas, com coreografia da música “Mineira”, do compositor João Nogueira. As professoras Sandra Severo de Souza e Maria de Fátima Lopes acompanharam as crianças. Outra atração foi a dança dos orixás, exibida por quatro jovens estudantes da EMEF Vereador Antônio Giúdice.



Nesta segunda edição, foram expostos registros orais e visuais de atividades desenvolvidas em sala de aula no decorrer do ano letivo. O encontro teve objetivo de criar um ambiente para diálogo e compartilhamento de experiências. As apresentações de relatos ficaram a cargo de integrantes das escolas municipais de Ensino Fundamental Chapéu do Sol, Professor Larry José Ribeiro Alves, Professora Judith Macedo de Araújo, Vila Monte Cristo, Deputado Victor Issler; de educação especial Professora Lygia Morrone Averbuck; além das escolas de educação infantil do Bairro Cavalhada e Ilha da Pintada.

Os relatos demonstraram vivências desenvolvidas em sala de aula a partir dos valores da ancestralidade e memória; ludicidade e musicalidade; corporeidade e oralidade; cooperativismo e comunitarismo; circularidade; religiosidade e asè. As ações envolveram subsídios pedagógicos relativos aos povos indígenas, além de outras etnias.

Ubuntu – significa “humanidade para todos”, caracterizando abordagem filosófica para uma educação que valorize os diferentes saberes e fazeres. Está presente em diversas práticas de educadores que aplicam os valores civilizatórios afro-brasileiros e africanos como ferramentas para estabelecer novas formas de vínculo afetivo na comunidade escolar.
O encerramento contou com apresentação do grupo de Cantos e Danças Mbyá Guarani, da Aldeia Pindó Mirim, coordenado pelo Cacique Vherá Poty.
Pela Smed, estiveram presentes o coordenador para Educação das Relações Etnicorraciais, Vanderlei de Paula Gomes; a assessora de Línguas Adicionais, Márcia da Silva Viegas; Andréa Ketzer Osório Assessora de Educação Ambiental, além do professor Jesualdo Freitas de Freitas, do Alunos em Rede – Mídias Escolares. A coordenadora do NPPPI, Rosa Maris Rosado, também participou.